Software de Recuperação de Disco e ferramenta de Recuperação de Discos Rígidos

Habilitado com as novas tecnologias únicas de recuperação de dados, R-STUDIO é a solução de recuperação de dados mais poderosa para recuperar ficheiros de NTFS, NTFS5, ReFS, FAT12/16/32, exFAT, HFS/HFS+ (Macintosh), variantes Little e Big Endian de UFS1/UFS2 (FreeBSD/OpenBSD/NetBSD/Solaris) e partições Ext2/Ext3/Ext4 FS (Linux). Também utiliza recuperação de ficheiros raw (scan de tipos de ficheiro conhecidos) para sistemas de ficheiros desconhecidos ou danificados. Funciona em discos locais e em rede, mesmo que as partições estejam formatadas, danificadas ou apagadas. Definições de parâmetros flexíveis garantem controlo absoluto da recuperação de dados.

Review do R-STUDIO e do Software de Recuperação de Disco

Para além de ser um utilitário de recuperação de dados cheio de recursos, R-Studio inclui também:

  • Um módulo avançado de reconstrução RAID
  • Um editor de texto/hexadecimal rico em recursos
  • Um módulo avançado e completo de cópia e criação de imagem de disco num só software, que faz do R-Studio a solução ideal e completa para criar uma estação de trabalho para recuperação de dados.

Os utilitários R-Studio recuperam ficheiros:

  • Interface padrão ao estilo Explorador do Windows
  • SO Anfitrião: Windows 2000, XP, 2003 Server, Vista, 2008 Server, Windows 7, Windows 8/8.1/10, Windows Server 2012.
  • Recuperação de dados pela rede. Os ficheiros podem ser recuperados em computadores na rede que corram Win2000/XP/2003/Vista/2008/Windows 7/8/8.1/10/Windows Server 2012, Macintosh, Linux, e UNIX.
  • Sistemas de ficheiros suportados: FAT12, FAT16, FAT32, exFAT, NTFS, NTFS5, ReFS (um novo sistema de ficheiros apresentado no Windows 2012 Server), HFS/HFS+ (Macintosh), variantes Little e Big Endian de UFS1/UFS2 (FreeBSD/OpenBSD/NetBSD/Solaris) e Ext2/Ext3/Ext4 FS (Linux).
  • Scan de Tipos de Ficheiros Conhecidos (recuperação de ficheiros raw): se o sistema de ficheiros do disco estiver gravemente danificado ou não for suportado, o R-Studio procura padrões de dados específicos ("assinaturas de ficheiro") típicos de certos tipos de ficheiros (documentos do Microsoft Office, jpgs, etc.). A definição desses tipos de ficheiro conhecidos pode ser personalizada.
  • Reconhecimento e análise de esquemas de layout de partições of Básicas(MBR), GPT, e BSD (UNIX), bem como mapa de partição Apple. Suporte para Volumes Dinâmicos (Windows 2000-2012/8.1/10) com MBR e GPT.
  • Suporte para Windows Storage Spaces (criado por Windows 8/8.1 e 10/Threshold 2), Apple software RAIDs, e Linux Logical Volume Manager (LVM/LVM2). R-Studio pode reconhecer e montar automaticamente os componentes destes gestores de disco mesmo que as suas bases de dados estejam ligeiramente danificadas. Os seus componentes com bases de dados severamente corrompidas podem ser adicionados manualmente.
  • Recuperação de RAID danificado. Se o SO não consegue reconhecer o seu RAID, pode criar um RAID virtual a partir dos seus componentes. Esse RAID virtual pode ser processado como o verdadeiro.Níveis RAID standard suportados: 0, 1, 4, 5, 6. Nível RAID não-standard e nested suportados: 10(1+0), 1E, 5E, 5EE, 6E. Suporte para atrasos de paridade em todos os níveis aplicáveis. Suporte para layouts RAID personalizados pelo cliente.
  • Reconhecimento automático de parâmetros RAID.R-Studio reconhece todos os parâmetros RAID para RAID 5 e 6. Este recurso ajuda o utilizador a resolver um dos problemas mais difíceis na recuperação RAID.
  • Cria FICHEIROS DE IMAGEM completos de Disco Rígido, Partição ou partes. Estes ficheiros de imagem podem ser comprimidos e divididos em diversos ficheiros para gravação em CD/DVD/flash ou FAT16/FAT32/exFAT. Os ficheiros de imagem podem depois ser processados como discos normais.
  • Recuperação de dados em partições danificadas ou apagadas, ficheiros encriptados (NTFS 5), streams alternativos de dados (NTFS, NTFS 5).
  • Recuperar dados se:
    • FDISK ou outros utilitários de disco foram executados;
    • Atacado por VÍRUS; FAT danificado; MBR destruído.
  • Reconhece nomes localizados.
  • Os ficheiros recuperados podem ser guardados em qualquer disco acessível (incluindo em rede) ao sistema operativo anfitrião. Os ficheiros recuperados podem ser guardados num disco num computador remoto ligado em vez de transferidos pela rede para o computador local.
  • Pré-visualização de ficheiro para estimar as hipóteses de recuperação. A maioria dos tipos de ficheiros gráficos podem ser pré-visualizados mesmo quando as suas aplicações não estão instaladas.
  • O conteúdo do disco ou ficheiro pode ser visto e editado com o editor hexadecimal avançado. O editor suporta edição de atributos de ficheiros NTFS.
  • Monitorização de atributos S.M.A.R.T.. O R-Studio pode mostrar o S.M.A.R.T. (Tecnologia de auto-monitorização, análise e criação de relatórios) de discos rígidos para mostrar a sua saúde de hardware e prever possíveis falhas. Qualquer trabalho desnecessário com esses discos rígidos devia ser evitado se aparecem avisos S.M.A.R.T.
  • Integração com DeepSpar Disk Imager, um dispositivo profissional de criação de imagens de discos rígidos, construído especificamente para recuperação de dados em discos rígidos com problemas de hardware. Esta integração garante ao R-Studio um acesso de baixo nível e afinado às drives com um certo nível de defeitos de hardware. Para além disso, permite a criação de imagem de disco e análise em simultâneo. Ou seja, qualquer sector a que o R-Studio aceda no disco de fonte será imediatamente clonado para um disco de clone, e qualquer outra operação de recuperação de dados será feita a partir desse disco clonado, evitando maior deterioração do disco de origem e reduzindo o tempo de processamento. Ler mais ...
  • Um novo algoritmo avançado para recuperar partições exFAT.
  • Suporte para RAIDs não sincronizados de software do Windows.
  • Um novo algoritmo avançado para recuperação de ficheiros raw (busca de assinaturas de ficheiros.
  • A extensão do Hex Editor: A localização do ficheiro é mostrada num sector particular do disco.
  • Suporte para Junções de Directorias e Links Simbólicos.
  • Scan de disco acelerado para dispositivos de leitura rápida.
  • Reconhecimento de partições NTFS e FAT mais rápido e fiável.
  • Pesquisa de versões de ficheiros apagadas. R-Studio pode pesquisar versões de ficheiros apagadas através do seu tamanho, nome, extensão e tipos de ficheiros reconhecidos como parâmetros de pesquisa.
  • Selecção de dados melhorada no editor Hexadecimal. Agora o início e o fim de uma área de selecção pode ser definida nos comandos "Seleccionar de" e "Seleccionar para" no menu de atalhos.
  • Anexar dados a um ficheiro existente no editor Hexadecimal. Um fragmento de ficheiro seleccionado no editor pode ser anexado a um ficheiro existente.
  • Um ficheiro externo pode ser carregado para uma posição seleccionada no ficheiro aberto no editor Hexadecimal.
  • Suporte automático para Windows Storage Spaces (Windows 8/8.1 e 10/Threshold 2) mesmo com danos ligeiros na base de dados. Podem montar-se manualmente caso as suas bases de dados estejam totalmente corrompidas em alguns parentes.
  • Suporte automático para software Mac RAIDs. Membros com registos de parâmetros RAID severamente corrompidos podem ser adicionados manualmente.
  • Suporte automático para Linux Logical Volume Manager (LVM/LVM2) mesmo com registos de parâmetros RAID ligeiramente danificados. Componentes com registos de parâmetros RAID severamente corrompidos podem ser adicionados manualmente.
  • Suporte para imagens e mapas de disco DiskSpar Disk Imager. R-Studio pode ler e processar imagens e mapas de disco criados pelo DiskSpar Disk Imager sem o R-Studio.
  • Reconhecimento automático de parâmetros RAID.R-Studio reconhece todos os parâmetros RAID para RAID 5 e 6. Este recurso ajuda o utilizador a resolver um dos problemas mais difíceis na recuperação RAID.
  • S.M.A.R.T. monitorização de atributos. R-Studio pode mostrar S.M.A.R.T. (Tecnologia de auto-monitorização, análise e criação de relatórios) de discos rígidos para mostrar a sua saúde de hardware e prever possíveis falhas. Qualquer trabalho desnecessário com esses discos rígidos devia ser evitado se aparecem avisos S.M.A.R.T.
  • Novos idiomas GUI: Chinês Tradicional, Chinês Simplificado, e Português.
  • Suporte para atrasos de paridade em todos os RAID layouts aplicáveis.
  • Controlos melhorados de atraso de paridade.
  • Gestão de instabilidades de leitura graves no disco rígido: R-Studio Technician fornece características ao nível de hardware das drives de discos rígidos, baseadas na sua integração com o equipamento profissional de recuperação de dados DeepSpar Disk Imager.
  • Suporte para ReFS (Resilient File System), um novo sistema de ficheiros locais apresentado pela Microsoft no seu Windows 2012 Server.
  • Suporte para Windows 2012 Server OS.
  • Suporte para RAID5 com atrasos de paridade utilizados frequentemente em servidores HP.
  • Suporte para níveis RAID "nested" e "enhanced": RAID10 (1+0), RAID1E, RAID5E, RAID5EE, RAID6E.
  • R-Studio Agent para SO do PC principal: Windows, MacOS, Linux.
  • Criação de imagem e scan em simultâneo. Agora o R-Studio pode criar uma imagem e, simultaneamente, fazer scan dos dados da imagem. Como resultado são criados dois ficheiros no mesmo local: um ficheiro de imagem e um ficheiro com a informação de scan.
  • Listas de Recuperação de Ficheiros: listas de ficheiros em discos que podem ser exportados a partir do R-Studio, editados manualmente e importados novamente, e ficheiros dessas listas que serão automaticamente marcados para recuperação. Estas listas são muito úteis caso queira que alguém à distância decida quais os ficheiros a recuperar.
  • Verificação de consistência RAID: pode verificar se os blocos de paridade num RAID são válidos.
  • Os ficheiros de informação de imagem e scan podem ser guardados e carregados a partir de computadores remotos. Isto ajuda o R-Studio a evitar transferir grandes volumes de dados pela rede durante a recuperação em rede.
  • NAT/firewall traversal. Pode ser estabelecida tanto do R-Studio para o R-Studio Agent, ou do R-Studio Agent para o R-Studio. o que permite ao R-Studio atravessar a NAT/firewall ao recuperar dados pela internet. HTTP tunneling é utilizado quando necessário.
  • Melhoria do algoritmo de scan. O scan de partições FAT e NTFS foi melhorado.
  • Gravação local de ficheiros recuperados num computador remoto. Ao recuperar dados num computador remoto pela rede, o R-Studio pode agora guardar ficheiros recuperados noutro disco do mesmo computador remoto, como por exemplo um disco externo. Para além disso, o computador remoto pode ser ligado à internet em vez de ligado a uma rede local. Esta característica é especialmente útil para empresas e técnicos de recuperação de dados, que podem agora servir os clientes remotamente através da internet, e não precisam de transferir grandes volumes de ficheiros pela rede. Os ficheiros recuperados a partir de um computador remoto podem ainda ser gravados num computador local ou noutro computador remoto com uma ligação de internet em que o R-Studio esteja a correr.
  • Modo forense (Apenas versão de técnicos). Neste modo, o R-Studio gera um log de auditoria de recolha de dados forenses que pode ser apresentado em audiências judiciais. Este registo inclui informações sobre a configuração do hardware em que a recolha de dados forenses ocorre e MD5 checksum para ficheiros recuperados.
  • RAID 6 suporte, inclui Reed-Solomon e Vertical XOR. Suporte para layouts personalizados RAID 6.
  • Suporte para sistemas de ficheiros exFAT e Ext4 FS.
  • Cópia avançada de objecto. Para além da cópia byte a byte de qualquer objecto visível no painel de Drives, está disponível a cópia inteligente de partições e discos rígidos com ajuste de tamanho e offset.
  • Suporte para as versões Windows 64- e 32-bit. Numa versão de 64-bit do Windows, o R-Studio ultrapassa o limite de 3GB RAM para uma aplicação de 32-bit e utiliza toda a RAM física instalada na máquina de 64-bit Windows. Isto melhora significativamente o desempenho do software, especialmente ao fazer scan de discos de grande capacidade.
  • Barra de progresso. Mostra o progresso de recuperação de um ficheiro individual e do processo geral de recuperação, como tempo passado e restante, bem como o registo de recuperação.
  • Links clicáveis no editor de texto/hexadecimal. Estes links fornecem ligações directas para partes importantes dos objectos que estão a ser analisados e editados.
  • Suporte para imagens raw de câmara digital. Agora com suporte para Canon, Fuji, Minolta, Nikon, Olympus, Sony e Sigma.
  • R-Studio pode mostrar dados no disco e na estrutura real de pasta/ficheiro, como ficheiros ordenados pelas suas extensões ou pelas datas de criação/último acesso/modificação.
  • Ordenar Ficheiros. Os ficheiros e pastas encontrados podem ser ordenados facilmente pela estrutura original, extensão do ficheiro ou data de criação/modificação do ficheiro.
  • Tipos de Ficheiros Conhecidos Expansíveis. O utilizador podem adicionar novas assinaturas de ficheiros à lista de tipos de ficheiros conhecidos.
  • Suporte para recuperação em massa de ficheiros. R-Studio pode automaticamente aplicar opções de recuperação de dados para todos os ficheiros a recuperar.
  • Janela comum Encontrar/Marcar. R-Studio pode automaticamente encontrar e marcar vários ficheiros que correspondam às opções de pesquisa especificadas na janela Encontrar/Marcar.
  • Hex Editor Enhancement. Os ficheiros podem ser mostrados como texto ANSI ou UNICODE.
  • Suporte de sistemas de ficheiros HFS and HFS+. Para além de FAT/NTFS/ExtFS2/ExtFS3/UFS1/UFS2, R-Studio suporta sistemas de ficheiros HFS e HFS+ desenvolvidos pela Apple Computer para utilização em computadores com Sistema Operativo Mac.*
    * A versão para Windows do R-Studio não pode ser instalada e executada num sistema Mac OS, mas um disco rígido com partições HFS e/ou HFS+ pode ser ligados à máquina Windows e processado pelo R-Studio. Pode também descarregar a versão R-Studio para Mac que foi concebida para o ambiente Mac e pode ser instalado e executado num sistema Mac OS.
  • Suporte para computadores Apple. A nova versão de R-Studio Emergency pode ser executada a partir de CD em computadores Macintosh baseados em Intel e PowerPC.
  • Suporte da variante Big Endian de UFS.
  • Suporte para esquema de layout de partição GPT. Este esquema é utilizado no SO 64-bit Windows.
  • Suporte APM. Apple Partition Map (APM) é um esquema de partição utilizada para definir a organização de dados de baixo nível em discos formatados para utilização em computadores Macintosh.
  • Suporte para várias configurações RAID pouco habituais. Parâmetros como tamanho de bloco e ordem, offsets e até o número de stripe blocks podem ser especificados explicitamente. É fornecido um editor visual para criar uma ordem específica de blocos. Estas configurações definidas pelo utilizador podem ser gravadas para uso posterior.
  • R-Studio Technician Portable foi adicionado ao pacote R-Studio Technician. A versão portátil pode ser executada a partir de um dispositivo de armazenamento USB.
  • Suporte de formato de imagem comprimida. Quando o R-Studio cria uma imagem do disco ou de uma parte dele, a imagem pode ser comprimida e dividida em diversos ficheiros para que possa ser armazenada em CD/DVD/flash drive ou FAT16/FAT32*.
    * R-Studio lê e abre a imagem criada apenas para efeitos de recuperação de dados. Para criação de imagens de disco e tarefas de restauro, considere o software R-Drive Image.
  • Algoritmo adicional de recuperação de ficheiros. R-Studio não analisa apenas os metadados dos sistemas de ficheiros ( todos os tipos de ficheiros são suportados ) mas procura adicionalmente por tipos de ficheiros conhecidos ( ver lista de tipos de ficheiros conhecidos ) através de características típicas das suas estruturas que permitem ao utilizador:
    - aumentar a qualidade da recuperação de ficheiro quando o sistema de ficheiros não está danificado;
    - recuperar ficheiros que não estão reconhecidos na metadata do sistema de ficheiros e não foram encontrados durante um scan de disco;
    - recuperar ficheiros de dispositivos com sistemas de ficheiros desconhecidos, incluindo HD, CD, DVD, disquete, Compact-Flash Card, USB drive, ZIP drive, Memory Sticks e outros dispositivos amovíveis.
  • Suporte para sistemas de ficheiros UFS1 e UFS2. Os sistemas de ficheiros UFS1/UFS2 são utilizados em sistemas operativos FreeBSD, OpenBSD, NetBSD, e Solaris.
  • Versão R-Studio Emergency.* A versão R-Studio Emergency foi concebida e adicionada aos pacotes R-Studio sem custos adicionais. R-Studio Agent Emergency corre a partir de uma disquete de arranque ou CD quando é necessário recuperar dados num computador em que o sistema operativo Windows não consegue arrancar devido a ficheiros de sistema corrompidos ou apagados.
    * A versão R-Studio Emergency faz parte do pacote de software R-Studio. Quando compra uma licença R-Studio única, pode correr o R-Studio Emergency e/ou instalar a versão R-Studio apenas num único PC. Não pode transferir o software licenciado para outra máquina.
  • Pré-visualização de Ficheiro.* O conteúdo do ficheiro pode ser visualizado no R-Studio DEMO ou no modo registado para estimar as hipóteses de recuperação mesmo que a aplicação prescrita não esteja instalada. O visualizador embutido no ficheiro de instalação do R-Studio suporta os tipos de ficheiros mais comuns, incluindo ficheiros gráficos, vídeo, áudio, MS Office, Outlook Mail, etc. ( ver a lista )
  • Visualização do processo de scan. Ao fazer scan de um objecto, o R-Studio mostra graficamente os itens encontrados, incluindo ficheiros de tipos conhecidos, registos FAT e NTFS MFT, registos de arranque, etc.
  • Registo on-the-fly.* As versões demo de R-Studio e R-Studio Emergency podem ser registadas on the fly, e os utilizadores R-Studio não precisam de reinstalar uma versão comercial depois dos seus ficheiros terem sido encontrados.
    * Ao comprar uma única licença R-Studio, pode executar R-Studio Emergency e/ou instalar a versão R-Studio apenas num único PC. Não pode transferir o software licenciado para outro aparelho.
    ** A chave de activação R-Studio Emergency é gerada separadamente e requer a aquisição de um código de hardware. A chave de activação pode ser solicitada através da Consola de Utilizador Registado no prazo de um ano a partir da data da compra.
  • Procedimento de scan de anfitrião remoto melhorado. Nas novas versões de rede do R-Studio, os dados são analisados no anfitrião remoto em vez de no anfitrião local, aumentando assim significativamente a velocidade do processo de recuperação.
  • Editor universal de disco. O R-Studio inclui um editor hexadecimal avançado para inspeccionar e editar estruturas de sistemas de ficheiros (registos de arranque NTFS e FAT, MBR, estruturas LDM, etc). Ao utilizar uma linguagem de base XML (descrita no Manual e na Ajuda do software), os utilizadores do R-Studio podem criar os seus próprios templates para analisar ficheiros e sistemas de ficheiros. O editor de disco é particularmente útil para especialistas em processamento de dados de baixo nível, segurança em TI, recuperação de dados e informática forense.
Utilitário NTFS/ReFS FAT Ext2/Ext3/Ext4 FS UFS/HFS/HFS+ Preços, USD Obter EULA
Recuperação Local Recuperação pela rede Recuperação Local Recuperação pela rede Recuperação Local Recuperação pela rede Recuperação Local Recuperação pela rede
R-STUDIO network edition 179.99 Buy Now Ver EULA
R-STUDIO 79.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio NTFS network edition 124.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio NTFS 49.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio FAT network edition 124.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio FAT 49.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio Technician License 899.00 Buy Now Ver EULA
R-Studio Demo   Ver EULA
R-Studio Agent           Ver EULA
R-Studio Emergency            
Licenciamento por Volume        

O utilitário consegue recuperar ficheiros de tamanho ilimitado O utilitário consegue recuperar ficheiros de tamanho ilimitado   O utilitário consegue recuperar ficheiros menores que 256 kB O utilitário consegue recuperar ficheiros menores que 256 kB   Utilitário de serviço Utilitário de serviço

Recuperação Local Recuperação Local   Recuperação pela rede Recuperação pela rede

© Copyright 2000-2016 R-Tools Technology Inc.