Dedicamo-nos a fornecer soluções de software rápidas, eficientes e sustentáveis que fazem a diferença na indústria de desenvolvimento de software.
  • Criação de Imagens Runtime no R-Studio

As versões do R-Studio Technician podem realizar três tipos de imagens de objetos:

  • Imagem linear (do início ao fim da unidade)
  • Imagem runtime (imagem da unidade em paralelo com outras operações da unidade)
  • Imagem de multi-passagens (realização de imagens de unidade em várias passagens)

O gráfico de comparação deles pode ser analisado em nosso artigo Imagem linear x imagem runtime x imagem multi-passagens.

A melhor prática para trabalhar com um disco rígido problemático é criar sua imagem primeiro e depois executar todas as operações de disco necessárias com essa imagem enquanto a unidade permanece em outro lugar. Essa prática minimiza o desgaste do disco, o que é especialmente importante para unidades que podem falhar a qualquer momento.

Praticamente todos os programas de recuperação de dados possuem recursos de imagem integrados. No entanto, a maioria deles usa leitura de disco linear para ler uma unidade do começo ao fim. Essa abordagem fornece velocidade de leitura mais rápida, mas tem desvantagens muito sérias.

Por exemplo, se o programa atingir uma área com muitos setores defeituosos, ele poderá travar. Isso desperdiça muito tempo sem produzir resultados significativos. Além disso, a unidade em dificuldades pode falhar completamente durante essa geração de imagens, tornando a recuperação de dados quase impossível. No entanto, há muitos casos em que não é necessário ter todos os dados de todo o disco. Por exemplo, se apenas alguns arquivos forem recuperados e apenas a imagem das áreas da unidade com esses arquivos for necessária. A geração de imagens runtime também pode ser usada para essa finalidade.

Com a geração de imagens runtime, todos os dados da origem (unidade defeituosa) sendo lidos para qualquer finalidade são simultaneamente gravados em outro dispositivo de armazenamento (destino). Quaisquer outras operações com esses dados serão feitas nesse destino. Essa abordagem combina velocidades de leitura rápidas lendo apenas das áreas de disco necessárias com a confiabilidade adicional da imagem de disco.
Criação de imagens runtime no R-Studio
Clique na imagem para ampliar

A realização de imagens runtime com o R-Studio Technician permite-lhe guardar dados da unidade de origem (defeituosa), onde podem ser transferidos para outra unidade física ou para um ficheiro de imagem. Além disso, pode ser combinado com hardware especializado de recuperação de dados para extrair dados de discos rígidos muito fracos ou com defeito.

Como exemplo, mostraremos a imagem runtime de uma unidade defeituosa que está conectada através do USB Stabilizer do DeepSpar para uma máquina do Windows 10 que utiliza o R-Studio T80+. Nós vamos usar outro disco rígido como alvo.

1. Selecione o disco rígido do Deepspar: WDC e clique no botão "Start Runtime Imaging".
Fonte e alvo para imagens runtime
Clique na imagem para ampliar

Selecione o setor por clone do setor no tipo de destino e a unidade WDC WD 1600BEVT como o alvo. Você também precisa especificar o local e o nome do arquivo de mapa do setor. Observe que não pode ser colocado nas unidades de origem ou destino.

O R-Studio irá avisá-lo que os dados no dispositivo alvo serão completamente perdidos. Permanece inacessível para o sistema e outros programas também.
Aviso de que todos os dados no alvo serão perdidos
Clique na imagem para ampliar

Clique no botão Sim e R-Studio iniciará a imagem runtime.
Criação de Imagem Runtime
Clique na imagem para ampliar

Se todos os dados da origem tiverem sido lidos e copiados para o destino, o destino se tornará a cópia exata da origem e todas as operações adicionais poderão ser feitas a partir da unidade de destino. Consequentemente, a fonte pode então ser removida do sistema.
O alvo usado como fonte no R-Studio
Clique na imagem para ampliar

Todas as informações obtidas da origem, incluindo informações de varredura e mapeamento do setor, podem ser carregadas e usadas para recuperação de dados do destino.

Conclusões:
Criação de Imagem Runtime suportado pelo R-Studio Technician é um recurso útil que cria uma imagem de objeto em paralelo com outras operações de unidade. Essa abordagem facilita velocidades de leitura mais rápidas e maior confiabilidade da imagem do objeto.

Feedback de Recuperação de Dados
362 feedbacks
Rating: 4.8 / 5
Hi!

I used some software for data recovery on MAC, but THIS IS only one, that help me!!!

THX :)

bye
Tom from Hungary
I want to upgrade it to the technician tool.
This tool is amazing. I was able to recover 5 years` worth of lost photos by imaging 4 disks from a corrupted RAID 10 array.

It did a byte copy of the disks and then replicated the array layout and I could see the files instantly. I`d recommend it to anyone, especially at these license fees. You`ll struggle to get better for the price.
After several attempts, using various softwaretools, I wasn`t able to recover any files from my encrypted drive.
I almost had to come to terms with the darkest of dark scenarios, losing it all to oblivion and no one to blame but myself.
Then I came across the demo version of R-studio and decided to giving it a final try.
YES-yes-yes... Utterly wonderfully fabulously FANTASTIC R-Studio!
The most important files were in good condition so (the paid version of) R-Studio could recover these right away.
Unfortunately ...
I accidentally deleted several gigs worth of data from an external drive - no restore point. I tried other recovery software, but what was `recovered` was mostly junk files in randomized order. Considering the cost of professional data recovery, and given the online reviews, I decided to purchase R-Studio.

Wow. Everything - like, EVERYTHING I had ever moved to the Trash from that drive - was recovered, folder and subfolder structure intact.

I am grateful and beyond impressed at this program`s price point ...