Recuperação de Dados para Mac

Na família de software R-TT de recuperação de dados, R-Studio para Mac foi concebido especialmente para o ambiente Mac OS. Recupera ficheiros de HFS/HFS+ (Macintosh), FAT/NTFS/ReFS (Windows), UFS1/UFS2 (FreeBSD/OpenBSD/NetBSD/Solaris) e partições Ext2/Ext3/Ext4 FS (Linux). Para além disso, também pode ser utilizada a recuperação de ficheiros raw (scan de tipos de ficheiro conhecidos) para sistemas de ficheiros desconhecidos ou danificados. R-Studio para Mac para recuperar dados em discos, mesmo que as suas partições estejam formatadas, danificadas ou apagadas. Definições de parâmetros flexíveis garantem controlo absoluto da recuperação de dados.

Ficheiros R-Studio para Mac recuperados:

  • SO Anfitrião: OS X 10.11 El Capitan, OS X 10.10 Yosemite, OS X 10.9 Mavericks, OS X Mountain Lion 10.8, OS X Lion 10.7, OS X Snow Leopard 10.6, OS X 10.5 Leopard e OS X Server 10.5 Leopard num computador com processadores Intel, PowerPC G5 ou PowerPC G4.
  • Sistemas de ficheiros suportados: HFS, HFS+, HFSX, FAT12, FAT16, FAT32, exFAT, NTFS, NTFS5, ReFS, Ext2 FS, Ext3 FS, Ext4 FS, UFS1, UFS2 e UFS BigEndian.
  • Recuperação de dados pela rede*. Os ficheiros podem ser recuperados em computadores em rede que corram Win2000/XP/2003/Vista/2008/2012/Windows 7/8/8.1, Macintosh, Linux, e UNIX.
    * R-Studio apenas para a versão Mac Network.
  • Suporte para tipos de ficheiros conhecidos (recuperação de ficheiros raw). R-Studio para Mac procura padrões de dados específicos ("assinaturas de ficheiro") típicos para certos tipos de ficheiros (documentos do Microsoft Office, jpegs, etc.), permitindo que o utilizador recupere ficheiros em sistemas fortemente danificados ou ficheiros desconhecidos em vários dispositivos, incluindo drives HD, CD, DVD, disquete, cartão Compact flash, unidade USB, unidade ZIP, Memory Sticks, e outros dispositivos amovíveis. O suporte para tipos de ficheiros conhecidos é a opção principal e obrigatória para recuperação de dados de HFS, partições HFS +. Toda a base de dados de assinaturas de ficheiros é verificada regularmente e actualizada.
  • Tipos de ficheiros conhecidos expansíveis. O utilizador final pode adicionar novas assinaturas de ficheiros à lista de tipos de ficheiros conhecidos.
  • Ordenação de ficheiros. Os ficheiros e pastas encontrados podem ser ordenados facilmente pela estrutura original, extensão do ficheiro ou data de criação/modificação do ficheiro.
  • Visualização do processo de scan. Ao fazer scan de um objecto, o R-Studio Mac mostra graficamente os itens encontrados, incluindo ficheiros de tipos conhecidos, volume headers HFS/HFS+, HFS/HFS+ BTree+ nodes, registos FAT e NTFS MFT, registos de arranque, etc.
  • Suporte de recuperação em massa de ficheiros:
  • Suporte APM, Basic e GPT. R-Studio para Mac suporta os três esquemas de partição utilizado para definir a organização de dados de baixo nível em discos formatados para utilização em computadores Macintosh.
  • Suporte para disco dinâmico incluindo RAIDs não sincronizados de software do Windows.
  • Suporte de volumes HFSJ e HFSX.
  • Recuperação de RAID danificado. Níveis RAID standard suportados: volume set, 0, 1, 4, 5, 6. Nível RAID não-standard e nested suportados: 10(1+0), 1E, 5E, 5EE, 6E. Suporte para atrasos de paridade em todos os níveis aplicáveis. Suporte para layouts RAID personalizados pelo cliente.
  • Suporte hardware RAID, volume set e stripe set.
  • Suporte para Windows Storage Spaces (Windows 8/8.1 e 10/Threshold 2), Apple RAIDs, e Linux LVM/LVM2.R-Studio para Mac pode reconhecer e montar automaticamente os componentes destes gestores de disco mesmo que as suas bases de dados estejam ligeiramente danificadas. Os seus componentes bases de dados severamente corrompidas podem ser adicionados manualmente.
  • Reconhecimento automático de parâmetros RAID. R-Studio reconhece todos os parâmetros RAID para RAID 5 e 6. Este recuro ajuda o utilizador a resolver um dos problemas mais difíceis da recuperação de RAID - reconhecimento de parâmetros RAID.
  • Cria ficheiros de imagem de um disco rígido inteiro, disco lógico ou parte dele. Estes ficheiros de imagem podem depois ser processados como discos normais. As imagens podem ser cópias exactas de objectos simples (Imagens simples) compatíveis com as versões anteriores do R-Studio, ou imagens comprimidas que podem ser comprimidas, divididas em várias partes e protegidas por senha. Estas imagens são totalmente compatíveis com as imagens criadas pelo R-Drive Image, mas incompatíveis com as versões anteriores do R-Studio.
  • Recuperação de dados em partições danificadas ou apagadas.
  • Recupera forks de dados, forks de recursos, informação de finder e permissões de sistema de ficheiros UNIX.
  • Recupera ficheiros comprimidos, encriptados e streams alternativos de dados de partições NTFS.
  • Reconhece nomes localizados.
  • Os ficheiros recuperados podem ser guardados em qualquer disco visível (incluindo em rede) no sistema operativo anfitrião.
  • Um editor hexadecimal de disco e ficheiros com suporte para forks de dados HFS/HFS+, forks de recursos e edição de atributos de ficheiros NTFS não residentes.
  • Os padrões (ou templates) no editor hexadecimal permitem a análise de dados de acordo com uma estrutura de dados específica. Esses padrões podem ser personalizados.
  • Pré-visualização de ficheiro. A maioria dos tipos de ficheiros gráficos podem ser pré-visualizados para estimar as hipóteses de recuperação.
  • Monitorização de atributos S.M.A.R.T. O R-Studio para Mac pode mostrar o S.M.A.R.T. (Tecnologia de auto-monitorização, análise e criação de relatórios) de discos rígidos para mostrar a sua saúde de hardware e prever possíveis falhas. Qualquer trabalho desnecessário com esses discos rígidos devia ser evitado se aparecem avisos S.M.A.R.T.
  • Um novo algoritmo avançado para recuperar partições exFAT.
  • Um novo algoritmo avançado para recuperação de ficheiros raw (busca de assinaturas de ficheiros) com a base de dados de assinaturas de ficheiros a ser regularmente verificada e actualizada.
  • Suporte para RAIDs não sincronizados de software do Windows.
  • Suporte para Espaços de Armazenamento do Windows criados no Windows 10 Threshold 2.
  • Scan de disco acelerado para dispositivos de leitura rápida.
  • Reconhecimento de partições NTFS e FAT mais rápido e fiável.
  • Pesquisa de versões de ficheiros apagadas. R-Studio para Mac pode pesquisar versões de ficheiros apagadas através do seu tamanho, nome, extensão e tipos de ficheiros reconhecidos como parâmetros de pesquisa.
  • Selecção de dados melhorada no editor Hexadecimal. Agora o início e o fim de uma área de selecção pode ser definida nos comandos "Seleccionar de" e "Seleccionar para" no menu de atalhos.
  • Anexar dados a um ficheiro existente no editor Hexadecimal. Um fragmento de ficheiro seleccionado no editor pode ser anexado a um ficheiro existente.
  • Um ficheiro externo pode ser carregado para uma posição seleccionada no ficheiro aberto no editor Hexadecimal.
  • Suporte para software Apple RAIDs criados pelo sistema OS . R-Studio pode reconhecer e montá-los automaticamente dos seus membros. Membros com registos de parâmetros RAID severamente corrompidos podem ser adicionados manualmente.
  • Suporte para Windows Storage Spaces criado por Windows 8/8.1 e 10. R-Studio pode criar automaticamente espaços de armazenamento de janelas mesmo com pequenos danos na base de dados. Podem ser criados manualmente se as suas bases de dados estiverem totalmente corrompidas em algumas origens.
  • Suporte para Linux Logical Volume Manager (LVM/LVM2). R-Studio pode reconhecer e montar automaticamente volumes dos seus componentes mesmo que os registos de parâmetros LVM estejam ligeiramente danificados. Componentes com registos de parâmetros de volume LVM severamente corrompidos podem ser adicionados manualmente.
  • Suporte para imagens DiskSpar Disk Imager e mapas de discos. R-Studio pode ler e processar imagens e mapas de disco criados pelo DiskSpar Disk Imager sem o R-Studio.
  • S.M.A.R.T. monitorização de atributos. R-Studio pode mostrar S.M.A.R.T. (Tecnologia de auto-monitorização, análise e criação de relatórios) de discos rígidos para mostrar a sua saúde de hardware e prever possíveis falhas. Qualquer trabalho desnecessário com esses discos rígidos devia ser evitado se aparecem avisos S.M.A.R.T.
  • Suporte para HFS+ hardlinks para pastas.
  • Idiomas GUI: Inglês, Alemão, Francês, Espanhol, Português, Russo, Chinês Tradicional e Simplificado, Japonês.
  • Reconhecimento automático de parâmetros RAID. R-Studio consegue reconhecer todos os parâmetros RAID para RAID 5 e 6. Esta opção ajuda o utilizador a resolver um dos maiores problemas na recuperação de RAID - reconhecimento de parâmetros RAID.
  • Suporte para novos níveis RAID: RAID10 (1+0), RAID1E, RAID5E, RAID5EE, e RAID6E.
  • Suporte para atrasos de paridade em todos os RAID layouts aplicáveis.
  • O idioma do interface pode ser alterado on-the-fly.
  • Arranque de emergência aprimorado para Mac e outros computadores UEFI.
  • Um algoritmo avançado para recuperação de ficheiros raw (pesquisa de assinaturas de ficheiros).
  • A extensão do Hex Editor: A localização do ficheiro é mostrada num sector particular do disco.
  • Suporte para Junções de Directorias e Links Simbólicos.
  • Suporte para ReFS (Resilient File System), um novo sistema de ficheiros local apresentado pela Microsoft no seu Windows 2012 Server.
  • Um novo pré-visualizador de ficheiros que suporta formatos adicionais de ficheiros: Adobe Acrobat pdf, Microsoft Office documents doc, xls, ppt (Office 97-2003), docx, xlsx, pptx.
  • Suporte para novos níveis RAID: RAID10 (1+0), RAID1E, RAID5E, RAID5EE, RAID6E, e RAID5 com atrasos de paridade, utilizados regularmente em servidores HP.
  • Quase todos os ficheiros R-Studio (imagens, scan info, logs, etc.) pode ser guardada e carregada num computador remoto.
  • Criação e scan de imagens em simultâneo. Agora o R-Studio para Mac pode criar uma imagem e, simultaneamente, fazer scan dos dados da imagem. Como resultado são criados dois ficheiros no mesmo local: um ficheiro de imagem e um ficheiro com a informação de scan.
  • Listas de Recuperação de Ficheiros: listas de ficheiros de discos que podem ser exportados a partir do R-Studio para Mac, editados manualmente e importados novamente, e ficheiros dessas listas serão automaticamente marcados para recuperação. Estas listas são muito úteis caso queira que alguém que esteja longe decida quais os ficheiros a recuperar.
  • Verificação de consistência RAID: pode verificar se os blocos de paridade num RAID são válidos.
  • Os ficheiros de informação de imagem e scan podem ser guardados e carregados a partir de computadores remotos. Isto ajuda o R-Studio para Mac a evitar transferir grandes volumes de dados pela rede durante a recuperação em rede.
  • RAID 6 suporte, inclui Reed-Solomon e Vertical XOR. Suporte para layouts personalizados RAID 6.
  • Suporte para sistemas de ficheiros exFAT e Ext4 FS.
  • Cópia avançada de objecto. Para além da cópia byte a byte de qualquer objecto visível no painel de Drives, está disponível a cópia inteligente de partições e discos rígidos com ajuste de tamanho e offset.
Utilitário HFS/HFS+ NTFS FAT Ext2/Ext3/Ext4/UFS Preços, USD Obter EULA
Recuperação Local Recuperação pela rede Recuperação Local Recuperação pela rede Recuperação Local Recuperação pela rede Recuperação Local Recuperação pela rede
R-Studio for Mac Network 179.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio for Mac 79.99 Buy Now Ver EULA
R-Studio Agent           Ver EULA
R-Studio Agent Emergency           Ver EULA
R-Studio Emergency            
Licenciamento por Volume        

O utilitário consegue recuperar ficheiros de tamanho ilimitado   O utilitário consegue recuperar ficheiros menores que 256 kB   Utilitário de serviço

Recuperação Local Recuperação Local   Recuperação pela rede Recuperação pela rede

© Copyright 2000-2016 R-Tools Technology Inc.